Ficha nº1 - preparar exame

 

Água da chuva, água destilada e água pura

 

Exercícios Resolvidos

1. A maior parte dos líquidos que existem na Natureza, assim como muitos dos que utilizamos e consumimos no nosso quotidiano, são soluções em que a água está em maior quantidade — soluções aquosas.

O pH é um dos parâmetros mais importantes para caracterizar uma solução aquosa e que está relacionado com a respetiva acidez/basicidade.

No laboratório prepararam-se três soluções, cujas concentrações em iões H3O+ são:

Solução A - [H30+] = 10-2 mol dm-3

Solução B - [H30+] = 10-4 mol dm-3

Solução C - [H30+] = 10-9 mol dm-3

1.1. Calcule o pH de cada uma das soluções, indicando o seu caráter ácido-base.

1.2. Qual das soluções tem maior acidez? Justifique.

1.3. Alguma das soluções será alcalina? Justifique.

2. Uma indústria do ramo alimentar conduziu um estudo para investigar a possível alteração da acidez/alca­linidade que ocorre nos fluidos existentes na boca, depois de se comer um dos bolos do seu fabrico.

A Marta e o Nuno participaram no estudo como voluntários: a Marta, em defesa das suas ideias em prol da qualidade, e o Nuno, porque adora bolos.

A experiência consistiu em medir a variação do pH nos referidos fluidos, durante 45 min. A Marta e o Nuno comeram um bolo 15 min após o início da experiência.

O gráfico da figura traduz os resultados experimentais obtidos.

De acordo com a informação apresentada, classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das se­guintes afirmações. Justifique cada caso.

A - No início da experiência verifica-se que o valor do pH dos fluidos da boca da Marta é superior a 7.

B - No instante em que a Marta e o Nuno começaram a comer o bolo, o pH dos fluidos existentes nas suas bocas começa a diminuir.

C - No início da experiência, a concentração em iões H30+ nos fluidos da boca do Nuno é inferior à concen­tração em iões H30+ nos fluidos da boca da Marta.

D - No intervalo [15; 30] min, a variação de pH dos fluidos das bocas é maior no Nuno do que na Marta.

E - No instante t = 30 min, a concentração em iões H30+ é igual nos fluidos das bocas da Marta e do Nuno.

F - No instante t= 30 min, a concentração em iões H30+ nos fluidos da boca do Nuno é 1,0 x 10-5 mol dm-3.

G - As variações de pH registadas nos fluidos das bocas da Marta e do Nuno são as mesmas desde a in­gestão do bolo até ao fim da experiência.

H - Do estudo conclui-se que a acidez dos fluidos das bocas regressa a valores normais 30 min após a in­gestão de um bolo.

(Exercício adaptado de exemplos de itens para preparação de Exame Nacional.)

 

3. O conhecimento e controlo do pH têm aplicações muito variadas como, por exemplo, nas análises clínicas e na indústria farmacêutica e cosmética.

3.1. Calcule o valor de pH das soluções A e B seguintes.

A - Solução aquosa de ácido nítrico, cuja concentração em iões H30+ é 2,0 x 10-4 mol dm-3.

B - Solução aquosa cuja concentração em iões H30+ é 5,4 x 10-9 mol dm-3.

3.2. O sangue humano tem pH = 7,4, a 25°C. Calcule a concentração em iões H30+ do sangue.

4. Foi medido, a 25 °C, o pH de uma amostra de água mineral, ao longo do tempo.

A esta amostra foi sendo adicionado dióxido de carbono, C02(g), durante o intervalo de tempo em que de­correu a experiência.

A figura apresenta o gráfico do pH da amostra de água em função do tempo.

 

4.1. A variação de pH que se observa entre os instantes t= 1800 s e t= 6000 s traduz, em relação à concentração hidrogeniónica...

A - um aumento de vinte vezes.

B - um aumento de cem vezes.

C - uma diminuição de duas vezes.

D - uma diminuição de mil vezes.

4.2. O CO2 dissolvido reage com a água, dando origem a um ácido fraco, o ácido carbónico, H2C03 (aq). A reação pode ser traduzida por:

Explique a diminuição do pH da amostra de água mineral, durante o intervalo de tempo em que decorreu a experiência.

(Exercício adaptado deTeste Intermédio)

5. O produto das concentrações molares de H30+ e de OH- designa-se por produto iónico da água e representa-se por

Kw = [H30+] x [OH-].

À temperatura de 25 °C, Kw = 1,0 x 10-14 e o seu valor é igual para a água pura e para qualquer solução ácida ou alcalina.

Sabendo que, a 25 °C, a concentração em iões OH- de uma solução é 1,0 x 10-11 mol dm-3, calcule o valor do seu pH.

 

6. Os iões OH- são os responsáveis pelas propriedades alcalinas das soluções aquosas.

Para qualquer solução aquosa a 25 °C, verifica-se que [H30+] x [OH-] = 1,0 x 10-14, donde se pode chegar à expressão

pH + pOH = 14.

Considere duas soluções aquosas A e B com valores de pOH iguais a 4 e a 8, respetivamente.

Calcule o pH de cada uma das soluções, indicando se são ácidas, neutras ou alcalinas.

 

7. No âmbito de um projeto sobre chuva ácida foram medidos, a uma mesma temperatura, os valores de pH de duas amostras de água da chuva: uma amostra da água que pingava das agulhas de um pinheiro e outra da água que escorria pelo tronco. Os valores obtidos estão indicados na figura.

 

Com base na informação dada, selecione a afirmação verdadeira (V), corrigindo as falsa (F)

A - A água da chuva recolhida junto às agulhas do pinheiro é mais ácida do que a água recolhida junto ao tronco.

B - A água da chuva recolhida junto ao tronco do pinheiro tem menor valor de pH do que a água recolhida junto às agulhas.

C - A água da chuva recolhida junto ao tronco do pinheiro tem menor concentração de iões H30+ do que a água recolhida junto às agulhas.

D - A água da chuva recolhida junto às agulhas do pinheiro e a água da chuva recolhida junto ao tronco apresentam igual valor de Kw.

(Exercício adaptado de Exame Nacional)

 

8. O produto iónico da água, Kw, é a constante de equilíbrio definida para a reação de autoionização da água, que pode ser traduzida por:

O gráfico representa o produto iónico da água, Kw, em função da temperatura.

8.1. Determine o pH de uma amostra pura de água à temperatura de 40 °C.

Apresente todas as etapas de resolução.

8.2. Selecione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes.

O pH de uma amostra pura de água _______________ à medida que a temperatura aumenta, ________________

alteração do caráter neutro da água.

A - aumenta... havendo

B - diminui... não havendo

C - diminui... havendo

D - aumenta... não havendo

8.3. Conclua, justificando, se a reação de autoionização da água é endotérmica ou exotérmica.

(Exercício adaptado de Exame Nacional)

Água da chuva, água destilada e água pura

Exercícios Propostos

1. A água da chuva contém dissolvidas diversas substâncias existentes na atmosfera que lhe conferem uma certa acidez.

1.1. Das afirmações seguintes, indique a falsa.

A - Os iões H30+ (aq) são os responsáveis pelas propriedades ácidas das soluções aquosas.

B - Os iões OH- (aq) são os responsáveis pelas propriedades alcalinas das soluções aquosas.

C - Numa solução aquosa alcalina não existem iões H30+ (aq).

D - Numa solução aquosa ácida existem iões H30+ (aq) e iões OH" (aq).

1.2. Das afirmações seguintes, indique a falsa.

A - Se [H30+] > 10-7 mol dm-3, então pH < 7 e a solução será ácida.

B - Se [HsO+] > 10-7 mol dm-3, então pH > 7 e a solução será alcalina.

C - Se [H30+] = 10-7 mol dm-3, então pH = 7 e a solução será neutra.

 

2. Calcule a concentração em iões H30+ de uma solução com pH = 0.

 

3. Com o objetivo de estudar o pH de soluções aquosas, um grupo de alunos realizou várias medições utili­zando um sensor devidamente calibrado.

Os alunos começaram por medir o pH de uma amostra de água mineral.

Os valores de pH obtidos em três ensaios, a 25 °C, encontram-se registados na tabela seguinte.

Ensaio

pH

1

6,47

2

6,43

3

6,48

 

Obtenha o resultado da medição de pH.

Exprima esse resultado em função do valor mais provável e da incerteza absoluta.

Apresente todas as etapas de resolução.

(Exercício adaptado deTeste Intermédio)

 

4. Como a escala de pH é uma escala logarítmica negativa, quando o valor de pH varia de uma unidade num sentido, a [H30+] varia 10 vezes no sentido oposto.

Das opções A, B e C, escolha a alternativa que completa corretamente a frase.

Uma solução aquosa diluída de HCl tem...

A - pH menor do que uma solução concentrada de HCl.

B - pH igual ao de uma solução concentrada de HCl.

C - pH maior do que uma solução concentrada de HCl.

 

5. Das afirmações seguintes, indique as verdadeiras (V) e corrija as falsas (F).

A - Uma solução aquosa neutra tem sempre pH = 7,0.

B - O pH de uma solução aquosa ácida é superior ao pH de uma solução aquosa alcalina.

C - Diluindo 100 vezes uma solução aquosa de cloreto de hidrogénio, o pH aumenta 2 unidades.

D - Em qualquer solução aquosa há sempre iões H30+ e OH-.

 

6. Indicadores colorimétricos de ácido-base são ácidos ou bases orgânicos fracos, em que os pares conjuga­dos ácido-base apresentam coloração diferente. A cor apresentada pelo indicador depende do pH do meio e de características próprias do indicador.

Complete o quadro seguinte.

 

7. No esquema seguinte, os números representam valores de pH e as letras A, B, C, D, E e F representam so­luções aquosas de várias substâncias.

Indique:

7.1. uma solução que mantenha incolor a fenolftaleina;

7.2. uma solução fortemente alcalina;

7.3. uma solução que avermelhe a tintura de tornesol;

7.4. uma solução fortemente ácida;

7.5. uma solução neutra;

7.6. uma solução ligeiramente ácida.

 

8. Cada indicador ácido-base tem uma zona de viragem característica (intervalo de valores de pH no qual se dá a mudança de cor percetível aos nossos olhos). A escolha do indicador adequado para uma determinada titulação pode ser posta em evidência através de um gráfico designado curva de titulação.

Considere a tabela de indicadores e respetivas zonas de viragem.

Indique qual dos indicadores escolheria para testar o ponto de equivalência nas duas titulações seguintes.

8.1. Titulação ácido fraco-base forte

8.2. Titulação ácido fraco-base fraca

 

9. Na tabela seguinte estão registados valores de produto iónico da água pura, kw, para duas temperaturas diferentes, determinados experimentalmente.

9.1. À medida que a temperatura aumenta, a dissociação da água processa-se em maior ou em menor exten­são? Justifique.

9.2. A dissociação da água será um processo endotérmico ou exotérmico? Justifique.

 

10. Na tabela seguinte apresentam-se os valores de pH de uma solução neutra, a diversas temperaturas.

Indique, justificando a sua resposta, como varia o produto iónico da água, Kw, em função da temperatura, com base nesta tabela.

(Exercício adaptado deTeste Intermédio)

11. Complete o quadro seguinte, considerando que as soluções se encontram a 25 °C.


A acidez e a basicidade das águas 

1. Segundo a teoria de Bronsted-Lowry, designa-se por ácido a espécie química dadora de protões e por base a espécie química recetora de protões.

Uma reação ácido-base é qualquer reação química em que ocorra transferência de protões entre duas es­pécies químicas.

Duas espécies químicas que diferem apenas de um protão constituem um par ácido-base conjugado. Considere a seguinte equação química:

1.1. Mostre que esta equação se refere a uma reação ácido-base.

1.2. Indique os pares ácido-base conjugados.

2. Considere o esquema químico incompleto:

2.1. Complete este esquema químico tendo em atenção que o ião amónio funciona como ácido.

2.2. Indique os pares ácido-base conjugados.

3. O ácido acético é um ácido fraco, constituinte principal do vinagre, que pode ser utilizado na produção de perfumes e corantes. Considere as equações químicas seguintes:

3.1. Em qual das reações representadas o ácido acético funciona como ácido?

3.2. Em qual das reações representadas o ácido acético funciona como ácido e como base?

3.3. Indique os pares ácido-base conjugados.

4. Existem espécies químicas que têm a capacidade de se poderem comportar como ácidos ou como bases, dependendo das restantes espécies químicas presentes. Designam-se por espécies anfotéricas.

Considere as reações químicas traduzidas pelas equações A e B.

A - Reação entre o sulfureto de hidrogénio e a água:

B - Reação entre o amoníaco e a água:

4.1. Para cada uma delas, indique os respetivos pares ácido-base conjugados.

4.2. Explique o comportamento químico da água em cada reação.

4.3. Que designação se pode atribuir à água em função do comportamento manifestado?

5. A água é uma espécie química anfotérica (ou anfiprótica), porque em reações de ácido-base...

A - se comporta sempre como um ácido.

B - se comporta sempre como uma base.

C - se pode comportar como um ácido ou como uma base.

D - nunca se comporta como um ácido nem como uma base.

(Exercício adaptado de Exame Nacional)

6. Complete a tabela seguinte.

 

7. Certos ácidos apresentam disponibilidade para ceder mais do que um protão (ião H+) por molécula: são os ácidos polipróticos.

Para qualquer ácido poliprótico, a primeira ionização é sempre a mais extensa.

Da dissolução do dióxido de enxofre em água resulta o ácido sulfuroso, H2SO3, que é um ácido diprótico. 

7.1. Escreva as equações que traduzem as possíveis ionizações deste ácido.

7.2. Indique todos os pares ácido-base conjugados.

7.3. Das espécies químicas formadas indique, justificando, a que manifesta comportamento anfotérico.

8. O ácido fosfórico, H3PO4, é um ácido fraco, cuja primeira ionização se traduz por:

8.1. Mostre que se trata de uma reação ácido-base.

8.2. Escreva as equações que traduzem as outras possíveis ionizações deste ácido.

8.3. Indique todos os pares ácido-base conjugados.

8.4. Das espécies químicas formadas, indique, justificando, as que manifestam comportamento anfotérico.

9. Considere soluções aquosas de cada uma das seguintes espécies químicas:

Indique as que, segundo Bronsted e Lowry, podem ser consideradas:

9.1. apenas como ácidos;

9.2. apenas como bases;

9.3. como espécies'anfotéricas;

9.4. como partículas neutras;

9.5. como ácidos monopróticos;

9.6. como bases dipróticas;

9.7. como pares conjugados ácido-base.

10. Os ácidos podem classificar-se em fortes ou fracos, de acordo com a extensão da respetiva reação de ioni­zação, que está relacionada com a concentração em iões H3O+.

Considere os dados da tabela relativos às soluções aquosas de ácido clorídrico, HCl, e de ácido acético, CH3COOH.

10.1. Complete a tabela calculando a concentração em iões H30+ de cada uma das soluções.

10.2. Com os termos "igual" e "diferente", complete corretamente a frase:

       Partindo de soluções de dois ácidos , de concentração, encontram-se valores de pH ______ e em consequência _______

       valores de concentração em iões H3O+.

10.3. Indique, justificando, qual dos ácidos será mais forte.

11. Uma solução aquosa de cianeto de hidrogénio, HCN, de concentração 10 -3 mol dm-3, tem, a 25 °C, [H30+] = 7 x 10-7 mol dm-3. Indique, justificando, se o cianeto de hidrogénio é um ácido forte ou fraco.

12. É importante distinguir ácido forte ou fraco de ácido concentrado e diluído, pois são conceitos diferentes.

Considere os dados da tabela relativos às soluções aquosas de ácido fórmico, HCOOH, ácido acético, CH3COOH, e ácido cianídrico, HCN.

Das afirmações seguintes, indique as verdadeiras.

A - HCN é o ácido mais forte.

B - HCOOH é o ácido mais forte.

C - CH3COOH é mais forte que HCOOH e mais fraco que HCN.

D - CH3COOH é mais fraco que HCOOH e mais forte que HCN.

13. A reação entre o ácido perclórico, HClO4, e o ácido sulfúrico, H2SO4, pode traduzir-se pela equação:

Das afirmações seguintes, indique as verdadeiras (V) e as falsas (F).

A - Esta reação não pode ser considerada de ácido-base, segundo a teoria de Bronsted-Lowry.

B - O ácido perclórico é mais forte que o ácido sulfúrico.

C - H3SO4 é o ácido conjugado da base H2SO4.

D - Quanto mais rápida for a reação maior será a sua extensão.

14. Das afirmações A, B, C e D, indique as verdadeiras (V) e corrija as falsas (F).

A - De acordo com a teoria de Bronsted-Lowry, ácido é toda a substância que em solução aquosa recebe protões.

B - De acordo com a teoria de Bronsted-Lowry, a base conjugada de um ácido fraco é sempre fraca.

C - Um ácido concentrado é sempre um ácido forte.

D - Numa solução aquosa, à temperatura de 25 °C, a concentração dos iões H3O+ é sempre igual à concen­tração dos iões OH-.

15. O amoníaco é uma base, segundo a teoria de Br0nsted-Lowry, sendo a sua reação de ionização em água traduzida pela seguinte equação:

Considerando que a espécie NH3 (aq) é uma base mais fraca do que a espécie OH-(aq), selecione a alter­nativa que corresponde a uma afirmação correta.

A - A espécie NH3 (aq) aceita iões H+ com maior facilidade do que a espécie OH- (aq).

B - A espécie NH4+ (aq) cede iões H+ com maior facilidade do que a espécie H2O (l).

C - A espécie H2O (l) aceita iões H+ com maior facilidade do que a espécie NH3 (aq).

D - A espécie OH- (aq) cede iões H+ com maior facilidade do que a espécie NH4+ (aq).

(Exercício adaptado deTeste intermédio)

16. O ácido benzoico é um ácido carboxílico, utilizado como conservante de alimentos.

Uma solução aquosa de ácido benzoico, C6H5COOH, de concentração 72,0 x 10-3 mol dm“3, tem à tempera­tura de 25 °C, [H30+] = 2,1 x 10-3 mol dm-3.

16.1. Escreva a expressão da constante de acidez, Ka, deste ácido.

16.2.Calcule o valor de Ka.

16.3. Com base no valor de Ka, indique se o ácido benzoico é um ácido forte ou fraco.



17. Na tabela estão registados os valores das constantes de acidez, Ka, de diferentes ácidos, à temperatura de 25 °C.

Coloque os ácidos por ordem crescente da sua força.

 

18. O ácido acético, CH3COOH, e o ácido láctico, C2H5OCOOH, são dois dos produtos finais da decomposição dos alimentos na boca. Estes ácidos são os principais responsáveis pelo aparecimento de cáries, que se manifestam pela destruição da camada de esmalte dos dentes. Sabe-se que, quanto menor for o pH do meio, maior é o desgaste provocado no esmalte.

Ka (CH3COOH) = 1,7 x 10-5 a 25 °C

Ka (C2H5OCOOH) = 1,4 x 10-4 a 25 °C

18.1. Escreva a equação de ionização do ácido láctico, em meio aquoso.

18.2. Considere duas soluções, uma de cada um dos ácidos, com a mesma concentração, à temperatura de 25 °C. Com base nas informações apresentadas, selecione a afirmação correta, justificando em cada caso.

A - A concentração de OH- (aq) na solução de ácido acético é inferior à concentração de OH- (aq) na solução de ácido láctico.

B - A concentração de CH3COO- (aq) na solução de ácido acético é superior à concentração de C2H5OCOO- (aq) na solução de ácido láctico.

C - A concentração de H30+ (aq) é inferior à concentração de CH3COO- (aq) na solução de ácido acético.

D - A concentração de H30+ (aq) na solução de ácido láctico é superior à concentração de CH3COO" (aq) na solução de ácido acético.

(Exercício adaptado de exemplos de itens para preparação de Exame Nacional)

 

19. As duas equações seguintes pretendem traduzir as reações de ionização do par ácido-base conjugado e as respetivas constante de acidez, Ka e constante de basicidade, Kb.

19.1. Verifique que Ka . Kb = Kw

19.2. Através da relação anterior verifique que "quanto mais forte é um ácido, mais fraca é a sua base conjugada e vice-versa?

 

20. Indique, justificando com cálculos, qual das seguintes relações entre Ka e Kb está correta, à temperatura de 25 °C.

A - Se Ka (H2CO2) = 1,8 x 10-4, então Kb (HC02-) = 1,8 x 10-10.

B - Se Ka (HIO3) = 1,7 x 10-1, então Kb (IO3-) = 5,9 x 10-14.

 

21. O amoníaco dissolve-se em água, dando origem a uma solução básica. A constante de basicidade de NH3 (aq) é 1,8x10-5, a 25 °C.

21.1. O caráter básico de uma solução de amoníaco deve-se à reação de NH3 (aq) com a água. Essa reação cor­responde a um processo de...

A - dissociação completa.

B - dissociação parcial.

C - ionização completa.

D - ionização parcial.

21.2. A constante de acidez do ácido conjugado de NH3 (aq), a 25 °C, é:

(Exercício adaptado deTeste Intermédio)

22. Os dados da tabela referem-se a soluções aquosas de ácidos, todos à mesma concentração.

Das afirmações seguintes, indique as verdadeiras, justificando em cada caso.

A - HCl tem menor tendência para ceder protões do que HCOOH.

B - CH3COOH tem maior tendência para ceder protões do que HCN.

C - CN- é uma base mais fraca do que HCOO-.

D - CN- é a base mais forte e Cl- é a base mais fraca.

E - CH3COO- tem menor tendência para receber um protão do que CN-.

23. Considere a seguinte equação, que representa uma reação química em equilíbrio:

23.1. Indique em que sentido se deslocaria o sistema se lhe fosse adicionado um hidróxido. Justifique

23.2. Sabendo que o sulfureto de hidrogénio é um ácido fraco, indique, justificando em cada caso.

23.2.1. O valor da respetiva constante de equilíbrio será elevado ou baixo?

23..2.2. A base conjugada do sulfureto de hidrogénio será forte ou fraca?

23.3. Considerando que, a 25 °C, a concentração em iões H30+ é 10-4 mol dm-3, calcule:

23.3.1. o valor do seu pH;

23.3.2. a concentração desta solução em iões OH-.

24. Considere o equilíbrio químico:

24.1.Mostre que se trata de um equilíbrio ácido-base.

24.2. Justifique a afirmação:

"H2O é uma partícula anfiprótica"

24.3. Sabendo que a reação é endotérmica no sentido direto, qual será o efeito do aumento de temperatura sobre o produto iónico da água? Justifique.

24.4. Com os termos: "aumenta'' "mantém-se" e "diminui" complete corretamente cada uma das seguintes frases.

A - Quando se junta à água cloreto de sódio, NaCl, a concentração de iões H3O+, no equilíbrio,______ .

B - Quando se junta à água carbonato de sódio, Na2CO3 a concentração de iões H3O+, no equilíbrio,________ .

24.5. Numa dada solução aquosa, a concentração de iões hidróxido, OH-, é igual a 1,0 x 10-5 mol dm-3.

24.5.1. Determine o valor do pH da solução.

24.5.2. Identifique o seu caráter ácido-base.

25. O ácido acético, CH3COOH, apresenta um cheiro muito característico, sendo um componente dos vinagres.

É também um ácido correntemente usado em laboratório.

25.1. A reação de ionização do ácido acético em água é uma reação incompleta, que pode ser representada par:

25.1.1.Selecione a única alternativa que identifica corretamente um par conjugado ácido-base, naquela reação.

A - H30+ (aq) e H2O (l)

B - CH3COOH (aq) e H30+(aq)

C - CH3COOH (aq) e H2O (l)

D - H2O (l) e CH3COO- (aq)

25.1.2. Dissolvendo 5,00 x 10-2 mol de ácido acético, em água, para um volume total de solução igual a 0,500 dm3, obtém-se uma solução cujo pH é igual a 2,88, a 25 °C.

Calcule a concentração de ácido acético não ionizado, na solução obtida.

Apresente todas as etapas de resolução.

 

25.2. O grau de acidez de um vinagre é expresso em termos da massa de ácido acético, em gramas, existente em 100 cm3 desse vinagre.

Para determinar o grau de acidez de um vinagre comercial começou por se diluir esse vinagre 10 vezes, obtendo-se um volume total de 100,0 cm3. Em seguida, fez-se a titulação da solução diluída de vinagre coir uma solução de hidróxido de sódio, NaOH, de concentração conhecida.

25.2.1. Selecione a única alternativa que refere o material de laboratório necessário para efetuar, com rigor, a di­luição acima referida.

A - Proveta de 10,0 mL, pipeta de 100,0 mL, pompete.

B - Balão volumétrico de 100,0 mL, pipeta de 10,0 mL, pompete.

C - Proveta de 100 mL, pipeta de 10,0 mL, pompete.

D - Balão volumétrico de 10,0 mL, pipeta de 100,0 mL, pompete.

25.2.2. Considere que o pH no ponto de equivalência da titulação da solução diluída de vinagre é igual a 8,8, a 25 °C.

Indique, justificando com base na informação contida na tabela seguinte, qual dos indicadores é adequado para assinalar o ponto de equivalência daquela titulação.

25.2.3 Desprezando a contribuição de outros ácidos presentes no vinagre, a titulação efetuada permitiu determinar a concentração de ácido acético, CH3COOH (M= 60,06 g mol-1), na solução diluída de vinagre, tendo-se ob­tido o valor 7,8 x 10-2 mol dm-3.

Calcule o grau de acidez do vinagre comercial utilizado.

Apresente todas as etapas de resolução.

(Exercício adaptado de Exame Nacional)

 

26. Para confirmar o valor do pH = 3,3 de uma amostra de água da chuva recolhida junto ao tronco de um pi­nheiro, titulou-se um volume de 100,0 mL daquela amostra com uma solução aquosa de concentração 0,005 mol dm-3 em hidróxido de sódio, NaOH (aq).

Calcule o volume de titulante que se gastaria até ao ponto de equivalência, para confirmar o valor de pH da solução titulada.

Apresente todas as etapas de resolução.

(Exercício adaptado de Exame Nacional)

 

27. O ácido clorídrico, HCl (aq), é um dos ácidos mais utilizados em laboratórios de Química, nomeadamente, em volumetria de ácido-base.

27.1. Numa atividade laboratorial, um grupo de alunos realizou uma titulação, com o objetivo de determinar a concentração de uma solução aquosa de hidróxido de sódio, NaOH (aq), M (NaOH) = 40,00 g mol-1.

Nesta titulação, foram titulados 36,0 mL de solução aquosa de hidróxido de sódio, tendo-se usado como titulante ácido clorídrico de concentração 0,20 mol dm-3.

Determine a massa de hidróxido de sódio que existia nesse volume de solução aquosa de hidróxido de sódio, sabendo que se gastaram 18,0 mL de ácido clorídrico até ao ponto de equivalência da titulação.

Apresente todas as etapas de resolução.

27.2.  Indique o material que os alunos utilizaram para adicionar progressivamente o titulante ao titulado.

(Exercício adaptado deTeste Intermédio)

Contactos

© Triplex