Resumo nº5

 

Distância percorrida e deslocamento

Numa viagem poderemos querer saber qual foi a distância percorrida ou o espaço percorrido sobre a trajetória num dado intervalo de tempo, ou seja, o comprimento da trajetória.

Esta grandeza é simbolizada por s e, como se trata de um comprimento, é uma grandeza escalar cujo valor não pode ser negativo.

Se o corpo estiver em movimento, a distância percorrida irá aumentando; se estiver em repouso, ela manter-se-á constante.

 

Em mecânica, distingue-se a distância percorrida sobre a trajetória do deslocamento, que indica a variação da posição do corpo.

O deslocamento é uma grandeza vetorial: representa-se por um vetor com origem na posição inicial e extremidade na posição final. É simbolizado por ∆r ⃗.

O vetor deslocamento pode ser nulo (posição inicial e final iguais) e haver distância percorrida.

Observe o movimento:

O espaço percorrido pela partícula foi 120 metros (s = 40 + 80 = 120 m)

O valor (ou valor algébrico) do deslocamento da partícula: ∆x = xf - x

xf – coordenada da posição final;

xi – coordenada da posição inicial.

∆x = –20 – 20 ⟺  ∆x = – 40 m

 

Rapidez média e velocidade média

 

Se quisermos avaliar se um movimento é mais ou menos rápido (ou célere), dividimos a distância percorrida pelo respetivo intervalo de tempo.

A rapidez média, ou celeridade média, do movimento é calculada por:

A rapidez média é uma grandeza escalar sempre positiva.

A rapidez média indica se o movimento é mais ou menos rápido, ou seja, se o corpo percorre maior ou menor distância, num certo intervalo de tempo.

A velocidade média é uma grandeza vetorial que indica o deslocamento do corpo por unidade de tempo.

A velocidade média é uma grandeza vetorial cujo vetor possui a direção e o sentido do deslocamento.

Num movimento retilíneo, a componente escalar da velocidade média é dada por:

Contactos

© Triplex