Aspetos históricos I

 


1. Lê o texto que se segue e responde às questões apresentadas no final.

Muitas foram as civilizações que recolheram informações sobre o Universo ao longo dos tempos

Um dos pensadores gregos que mais influenciou a visão que o ser humano teve do Universo até ao século XVI foi Aristóteles (384-322 a.C.). Aristóteles defendia que a Terra estava imóvel no centro do Universo. Todos os sete corpos celestes então conhecidos, o Sol e os seis planetas, moviam-se em torno da Terra, dentro de esferas invisíveis.

A rodear todo o Universo estava a esfera celeste. Esta rodava e era por isso que as constelações ao longo de uma noite mudavam de posição no céu. como se estivessem fixas nessa esfera. A esfera celeste, ao rodar, fazia com que as outras esferas, que continham os corpos celestes, também rodassem.

Seguindo a teoria aristotélica, os pensadores defendiam que a Terra era imperfeita, enquanto todo o resto do Universo era perfeito e inalterável. Mas essa teoria tinha as suas falhas ... Não conseguia explicar o movimento irregular dos planetas quando observados da Terra: por vezes estes pareciam recuar no espaço antes de avançarem novamente (Fig.1). Por isso, eles não mantinham o seu brilho.

 

 


Surgiu. assim, a necessidade de aperfeiçoar esta teoria. Ptolomeu (85-160} considerou que a diferença de brilho dos planetas se devia à variação da distância deles à Terra.

Propôs, então, que cada planeta não se movia diretamente sobre uma circunferência em torno da Terra, mas sim sobre uma circunferência menor cujo centro se movia sobre uma circunferência maior. O Universo continuava a estar centrado na Terra (teoria geocêntrica), tal como Aristóteles defendia. A teoria geocêntrica ptolomaica foi introduzida na Europa pelos Árabes. Esta teoria obrigava a cálculos bastante complicados. No entanto, teve sucesso até ao século XVI, sendo usada em astronomia e navegação. As razões desse sucesso foram que: estava de acordo com as observações feitas da Terra: descrevia de um
modo satisfatório os fenómenos que podiam ser estudados com os instrumentos da época: conseguia prever as trajetórias descritas pelos planetas. A teoria de Ptolomeu viria a ser substituída pela teoria heliocêntrica de Copérnico, que seria seguida por Galíleu e outros.

1.1 Caracteriza a teoria aristotélica sobre o Universo.

 

1.2 Indica uma falha da teoria aristotélica.

 

1.3 Qual foi a ideia introduzida por Ptolomeu para aperfeiçoar a teoria aristotélica?

 

1.4 Porque se observa uma diferença no brilho dos planetas ao longo do ano?

 

1.5 Como se designam as teorias sobre o Universo defendidas até ao século XVI?

 

1.6 As teorias aristotélica e ptolomaica defendiam que a Terra estava fixa no centro do Universo. A ideia fazia algum sentido para a época, mas hoje não faz. Porquê?


Aspetos históricos lI

 


1. Lê o texto que se segue e responde às questões apresentadas no final.

Alguns pensadores gregos defenderam a ideia alternativa de que era o Sol que ocupava o centro do Universo. A teoria heliocêntrica mais antiga foi proposta no século III a.C ., em Alexandria, por Aristarco de Samos. Este defendia que o Sol ocupava o centro do Universo e que a Terra e os restantes planetas giravam em torno do Sol. Esta teoria tinha a vantagem de explicar a variação da distância dos planetas à Terra mas, apesar disso, não foi aceite. Uma das razões dessa recusa foi o facto de ir contra a nossa intuição. No século XVI, Copérnico retomou as ideias de Aristarco.

Copérnico defendeu que a Terra não era o centro em torno do qual os planetas se moviam (só a Lua se movia à volta do nosso planeta). Para ele não eram as constelações que se moviam ao longo da noite, mas sim a Terra que girava sobre si própria. permanecendo o céu imóvel. Conforme o próprio explicou, foi o facto de o modelo ptotomaico ser muito complicado que levou Copérnico a propor uma hipótese mais simples.
Um pouco mais tarde, Galileu, com o auxilio do seu telescópio, fez uma série de observações que contrariavam claramente a teoria geocêntrica, tanto na versão - de Aristóteles como na versão aperfeiçoada de Ptolomeu. Por exemplo. observou que a Lua não era lisa, tinha montanhas e vales, e que o Sol tinha manchas. Este dado contrariava a ideia antiga de que os corpos celestes eram perteitos.

Por outro lado, observou que Júpiter possuía quatro satélites que orbitavam em seu redor.
Os astros podiam, afinal. mover-se em torno de um outro corpo que não fosse a Terra.

 

1.1 Por que motivo a teoria geocêntrica de Aristarco de Samos não foi aceite na sua época?

 

1.2 A descoberta por Galileu de manchas no Sol e crateras na Lua veio, de algum modo, perturbar as teorias geocêntricas?

 

1.3 De que modo a descoberta dos quatro satélites de Júpiter contribuiu para reforçar a teoria heliocêntrica?

 

1.4 A teoria heliocêntrica está de acordo com o conhecimento que hoje temos do Universo? Porquê?

 

1.5 Os instrumentos usados para as observações astronómicas determinam o nosso conhecimento do Universo. Justifica esta afirmação.

 

Contactos

© Triplex