2.2. Distâncias para além do Sistema Solar e ano-luz

 

Distâncias aos planetas e às estrelas

 

Os planetas têm, quando vistos da Terra, um movimento percetível relativamente à esfera celeste uma vez que se encontram relativamente próximos da Terra.

 

As estrelas encontram-se tão afastadas da Terra e do Sistema Solar que o seu movimento não é percetível.

 

Como as estrelas encontram-se tão afastadas da Terra, a  unidade astronómica não é a mais apropriada para medir distâncias para além do Sistema Solar.

 

 

As estrelas de uma constelação, são representadas em mapas celestes no plano do papel. Contudo, umas estrelas estão mais próximas da Terra, enquanto outras estão mais afastadas.

 

O ano-luz, a.l.

 

Para expressar distâncias para além do Sistema Solar, é usual utilizar-se, como unidade de comprimento, a distância que a luz percorre durante um ano.

 


 

Essa Unidade designa-se por ano-luz, cuja abreviatura é a.l., e corresponde a:

9460 800 000 000 km.

 

Por exemplo, a estrela Alfa de Centauro é a terceira estrela mais brilhante do céu e uma das mais próximas do Sistema Solar. Esta estrela encontra-se a uma distância de cerca de 4,4 a.l. do Sol.

 

Agora, talvez já possas ter uma melhor noção do tamanho da Via Láctea. A Via Láctea tem um diâmetro de 160 000 anos-luz.

 

 

Síntese de conteúdos

 

A distância da Terra às estrelas é muito maior do que a distância da Terra aos planetas do Sistema Solar.

 

Apesar de veres as estrelas projetadas na esfera celestes, as estrelas encontram-se a diferentes distâncias da Terra.

 

Como a distância da Terra às estrelas é muito grande, a unidade astronómica não é uma unidade de medida adequada para exprimir estas distâncias.

 

Para exprimir as distâncias a que se encontram objetos celestes fora do Sistema Solar pode utilizar-se o ano-luz.

 

O ano-luz, cuja abreviatura é a.l., corresponde à distância percorrida pela luz, no vazio, durante um ano.

 

 

 

Contactos

© Triplex