2. Substâncias e misturas de substâncias

 

2.2. Soluções

 

1.   As misturas homogéneas são aquelas em que não é possível distinguir os seus componentes.

1.1. Que outra designação se dá às misturas homogéneas?

 

1.2. O que é uma solução?

 

2.   Supõe que preparas uma solução aquosa de dicromato de potássio.

2.1. Indica o nome do soluto e do solvente nesta solução.

 

2.2. Como se designam as soluções em que o solvente é água?

 

2.3. Como se identifica o soluto e o solvente numa solução em que o soluto e o solvente se encontram em estados físicos diferentes?

 

3.   Embora o termo solução seja mais utilizado para misturas homogéneas líquidas, as soluções podem apresentar-se em estados físicos diferentes.

3.1. Em que estados físicos se podem apresentar as soluções?

 

3.2. As ligas metálicas são misturas homogéneas sólidas. Dá três exemplos de ligas metálicas.

 

3.3. Como é constituído o bronze?


 

4.  Podemos preparar muitas soluções diferentes com um mesmo soluto e um mesmo solvente. Essas soluções são diferentes porque as quantidades relativas de soluto e de solvente podem variar, isto é, não são necessariamente iguais.

 

4.1. Observa a figura . Porque é que a solução (B) é mais concentrada do que a solução (A)?

4.2. Observa a figura. Porque é que a solução (D) é menos concentrada do que a solução (C)?

4.3. De duas soluções com o mesmo soluto e o mesmo solvente, qual é a mais concentrada?

 

 

5. Uma das formas de saber a composição quantitativa de uma solução é calculando a sua concentração mássica.

5.1. Como se calcula a concentração mássica de uma solução?

 

5.2. O que significa dizer que “a concentração mássica de uma solução de dicromato de potássio é 5,0 g/dm3”?

 

5.3. Apresenta os cálculos que terias de efetuar para determinar a concentração mássica, expressa em g/dm3, de 0,200 dm3 de uma solução aquosa de sulfato de cobre(II), em que a massa de soluto é de 2,0 g.

Contactos

© Triplex