2. Distâncias no Universo

 

2.1. Distâncias no Sistema Solar e unidade astronómica

 

1.    Para além dos objetos celestes que ocupam posições fixas na esfera celeste, há também objetos celestes que não ocupam posições bem definidas.

 

1.1. Porque é que alguns objetos celestes que não ocupam posições definidas na esfera celeste são muito bem conhecidos desde a Antiguidade?

 

1.2. Qual foi o nome dado pelos Gregos aos objetos celestes que pareciam ter um movimento errante?

 

 

1.3. Na figura podes ver as várias posições que Marte ocupou em diferentes dias num determinado mês. Será que podes dizer que Marte tem um movimento errante na esfera celeste? Justifica.

 

2.    Nem todos os planetas que hoje conhecemos eram conhecidos na Antiguidade.

 

2.1. Que planetas são conhecidos desde a Antiguidade?

 

      2.2. Porque é que nem todos os planetas do Sistema Solar são conhecidos desde a Antiguidade?


 

 

3. Na tabela podes ver a distância média a que a Terra e cada um dos planetas conhecidos desde a Antiguidade se encontra do Sol.

3.1. Porque é que se fala em “distância média ao Sol” e não apenas de “distância ao Sol”?

 

3.2. Por análise da tabela 2, o que podes concluir acerca das distâncias dos planetas ao Sol?

 

 

   3.3. Por análise da tabela , o que podes concluir acerca do número de algarismos utilizados para expressar as distâncias dos planetas ao Sol, em quilómetros?

 

4. Os astrónomos entenderam utilizar a unidade astronómica como unidade de medida para expressar as distâncias entre objetos celestes no Sistema Solar.

 

4.1. A quantos quilómetros corresponde uma unidade astronómica?

 

   4.2. Apresenta os cálculos que te permitem exprimir a distância média de Júpiter ao Sol, em unidades astronómicas, sabendo que a distância de Júpiter ao Sol é 778 330 000 km.

 

   4.3. Apresenta os cálculos que te permitem exprimir a distância média de Neptuno ao Sol, em quilómetros, sabendo que a distância de Neptuno ao Sol é 30,1 UA.

 


Contactos

© Triplex