1.3. Fases da Lua e eclipses

 

Movimento da Lua em torno da Terra

 

 

A Lua tem um movimento de rotação em torno do seu eixo e um movimento de translação à volta da Terra.

 

Na figura podes ver, simultaneamente, o movimento de rotação de uma esfera e o seu movimento de translação em torno de um ponto P, na situação em que o período de rotação é igual ao período de translação.

 

 

Podes verificar que a esfera, ao realizar os seus movimentos de rotação e de translação em simultâneo e com o mesmo período, mantém sempre o mesmo lado (letra A) voltado para o ponto P.

 

A Lua demora o mesmo tempo, 27 dias e 8 horas, a dar uma volta completa em torno da Terra e a dar uma volta completa em torno do seu eixo.

 

O facto de o período de translação da Lua ser igual ao seu período de rotação tem como consequência a Lua ter sempre o mesmo lado voltado para a Terra.

 

Fases da Lua

 

A Lua, vista do Espaço, tem sempre um lado voltado para o Sol e que, por isso, está iluminado, e um lado oposto ao Sol que, naturalmente, não está iluminado.

 

 

Apesar disso, numa noite sem nuvens, nem sempre se consegue ver a Lua ou, mesmo quando se vê, ela apresenta aspetos diferentes: fases da Lua.

 

 

A Lua tem vários aspetos para um observador na Terra porque, no seu movimento de translação, vai ocupando posições diferentes relativamente ao Sol e à Terra.

 

 

 

A Lua está em fase de lua nova quando, da Terra, a Lua não se vê, pois o lado da Lua que está voltado para a Terra não está iluminado pelo Sol.

 

A Lua está em fase de quarto crescente quando, da Terra, apenas vemos metade da Lua iluminada (o lado direito, se observada do hemisfério norte).

 

A Lua está em fase de lua cheia quando, da Terra, vemos completamente o lado da Lua que está iluminado pelo Sol.

 

A Lua está em fase de quarto minguante quando, da Terra, vemos metade da Lua iluminada (o lado esquerdo, se observada do hemisfério norte).

 

Eclipses da Lua

 

Um eclipse da Lua ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua, que se encontra na fase de lua cheia, ficam alinhados.

 

 

Nestes eclipses, a Terra projeta a sua sombra na Lua e, para um observador na Terra, a Lua fica oculta pela sombra da Terra.

 

 

Os eclipses da Lua podem ser totais ou parciais, conforme a zona de sombra da Terra oculta total ou parcialmente a Lua.

 

Eclipses do Sol

 

Um eclipse do Sol ocorre quando o Sol, a Lua, que se encontra na fase de lua nova, e a Terra ficam alinhados.

 

 

Nestes eclipses, a Lua projeta a sua sombra na Terra, e para um observador na Terra, situado na zona de sombra da Lua, o Sol fica oculto pela Lua.

 

Um mesmo eclipse do Sol pode ser total ou parcial, dependendo do lugar da Terra de onde é observado:

 
•Se for observado a partir da zona de sombra é um eclipse total.

 
•Se for observado a partir da zona de penumbra é um eclipse parcial.

 

 

 

Na figura podes ver uma simulação computacional da evolução de um eclipse total do Sol, onde aparece bem evidente a coroa solar no instante em que a Lua o oculta totalmente.

 

 

Síntese de conteúdos

 

A Lua demora o mesmo tempo, 27 dias e 8 horas, a dar uma volta completa em torno da Terra e a dar uma volta completa sobre si mesma e, por isso, tem sempre o mesmo lado voltado para a Terra.

 

As fases da Lua – lua nova, quarto crescente, lua cheia, e quarto minguante – são consequências do movimento de translação da Lua em torno da Terra.

 

Um eclipse da Lua ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua, que se encontra na fase de lua cheia, ficam alinhados.

 

Um eclipse do Sol ocorre quando o Sol, a Lua, que se encontra na fase de lua nova, e a Terra ficam alinhados.

 

Contactos

© Triplex