Investigadores usam videojogo para provar que a telepatia é possível

Investigadores usam videojogo para provar que a telepatia é possível

Um homem conseguiu induzir o movimento do dedo de outra pessoa para apertar o botão de um joystick…

Quando pensamos em telepatia, quase que automaticamente nos vem à memória as personagens da série X-Men que conseguem controlar ou entrar na mente dos outros mutantes. Neste caso, não falamos na ficção, mas sim na realidade, já que uma equipa de investigadores julga ter provado que a telepatia é, de facto, possível.

 

A equipa de neurocientistas e psicólogos da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, liderada por Rajesh Rao, contou com a ajuda de vários homens (separados, sem contacto e colocados em salas diferentes) para realizar esta experiência.

 

 

Depois, já com cada voluntário equipado com um capacete que lembra o famoso “Cérebro” que o professor Charles Xavier usa na série X-Men, ou seja, uma máquina que trabalha com a estimulação magnética transcraniana, fez-se com que, diante de um jogo ao estilo de Missile Commander, enquanto um dos voluntários pensava em carregar no botão do joystick que faria qualquer movimento na tela, o outro permanecesse com o dedo próximo do joystyick, mas sem fazer, de facto, qualquer movimento.

 

O objetivo era fazer com que o pensamento, transformado em sinal e enviado do jogador x para o jogador y, fizesse este último apertar o botão do joystick de forma involuntária.

 

 

Funcionou, é certo. Não sempre, mas numa quantidade razoável de vezes para crer que a telepatia existe. Por exemplo, o estudo realizado pelos investigadores e publicado no jornal científico Plos One, referiu que, em três duplas que jogavam o jogo, uma delas acabava com 83,3% dos inimigos no ecrã, outra com 25% e outra com 37,5%.

 

From: Game Over

 

Contactos

© Triplex