Descer às profundezas da cratera misteriosa da Sibéria

Descer às profundezas da cratera misteriosa da Sibéria

No início do ano foi descoberta uma enorme cratera a norte da Penísula de Yamal, na Rússia, mas ainda ninguém percebeu como ela se formou ou se tem algum tipo de utilidade. Uma das teorias afirma que o buraco gigante foi causado por um fenómeno conhecido como pingo – uma acumulação de gelo que foi coberta de terra e que, quando se derrete, deixa para trás uma cratera.

Outra das teorias acredita que o buraco foi causado por uma explosão subterrânea de metano, uma vez que a Península Yamal é rica em gás natural, e uma mistura de água, sal e gás poderia provocar essa explosão.

Há ainda quem pense que o buraco foi criado por um meteorito, mas a maioria dos especialistas acredita que o aquecimento das fissuras subterrâneas provocou a libertação de hidratos de gás, causando uma explosão dramática da superfície.

Na verdade, os cientistas desconfiam que existem mais buracos destes na Sibérie, pelo que estão a monitorizar imagens de satélite para os procurar e, assim, compreender melhor o fenómeno. Por outro lado, eles desceram pela primeira vez ao enorme buraco, para chegar a um lago gelado com 10,5 metros de profundidade – com o tempo mais quente, ele chega aos 61 metros.

O Siberian Times revelou hoje as primeiras imagens da cratera e da missão dos exploradores que a tentaram descer – a primeira tentativa, no Verão, foi falhada. “Utilizámos equipamento alpinista em é mais fácil descer no Inverno do que no Verão, porque o terreno está agora mais duro”, explicou Vladimir Pushkarev, director do Centro Russo para a Exploração do Árctico.

“Levámos todas as sondas que pudemos e fizemos medidas. Agora precisamos de tempo para processar todos os dados e só depois podemos retirar conclusões”, continuou.

Numa segunda fase, os cientistas vão explorar outras áreas da região, comparar as imagens do espaço disponíveis, incluindo as dos anos 80. “É uma espécie de triângulo das bermudas [russo]”, explicou o cientista Igor Yeltsov, do Trofimuk Institute. Veja algumas das fotos.

siberia_b

siberia_d

siberia_e

siberia_f

siberia_g

siberia_h

siberia_i

siberia_a

From: greensavers

Contactos

© Triplex