Resumo nº3

 

1.3. ELEMENTOS QUÍMICOS E SÍMBOLOS QUÍMICOS

 

A necessidade de comunicar fez com que o ser humano fosse desenvolvendo símbolos ao longo dos tempos.

Os alquimistas, na Idade Média, e os químicos, posteriormente, também sentiram a necessidade de criar uma simbologia própria.

Jöns Jacob Berzelius criou, no século XIX, a simbologia que ainda hoje é utilizada e obedece às seguintes regras:

Cada elemento químico é representado pela primeira letra (maiúscula) do seu nome escrito em latim, grego ou inglês.

Nos elementos químicos cujo nome comece por uma letra que já represente um outro elemento, convencionou-se que esse elemento é representado por duas letras, sendo a segunda minúscula.




 

Na representação de mais do que um átomo deve-se escrever o número de átomos pretendidos antes do símbolo químico e ao mesmo nível.



Para se escrever a fórmula química de uma substância molecular tem de se seguir algumas regras:

• Escrever os símbolos químicos dos elementos químicos que constituem a substância.

• A ordem pela qual os símbolos químicos dos elementos químicos são escritos não é arbitrária.

• O número de átomos de cada elemento químico é indicado depois do símbolo químico em índice.

• Nos casos em que apenas um átomo do elemento químico intervém na constituição da molécula omite-se o 1 no índice.

• Caso se pretenda representar várias moléculas, deve-se escrever o número de moléculas antes da representação da fórmula química e ao mesmo nível.


A fórmula química molecular representa:

• uma substância molecular;

• uma molécula dessa substância;

• a constituição da molécula.




 

Aos corpúsculos de que temos vindo a falar e que considerámos os constituintes básicos de toda a matéria, damos o nome de átomos.

 

Os átomos são constituídos por partículas com dimensões ainda mais reduzidas. No modelo atómico atualmente aceite, o átomo é formado por um núcleo, onde existem dois tipos de partículas, os protões e os neutrões; à volta desse núcleo movem‑se outras partículas, muito mais pequenas, os eletrões.

 

Entre outras diferenças:

•os eletrões têm carga elétrica negativa

•os protões têm carga elétrica positiva

•os neutrões não têm carga elétrica (são neutros)

Os átomos também são neutros, porque têm igual número de protões e de eletrões.

 

A matéria é constituída por átomos com diferentes dimensões. Substâncias diferentes poderão ser constituídas por diferentes tipos de átomos.

Cada tipo de átomo define um elemento químico.

O que distingue os elementos químicos, uns dos outros, é o número de protões que existem nos seus átomos.

 

Símbolos químicos dos elementos

Cada elemento químico é representado por um símbolo químico universal composto por uma ou duas letras, sendo a primeira letra maiúscula e a segunda, quando existe, minúscula. As letras usadas têm correspondência com o nome do elemento, em latim ou grego.

Como a primeira letra é, em geral, a letra inicial do nome, a segunda permite distinguir elementos químicos diferentes cujo nome começa pela mesma letra. Por exemplo:

•o símbolo químico do hidrogénio é H e o símbolo químico do hélio é He

•o símbolo químico do carbono é C e o do cálcio é Ca

 

Alguns símbolos químicos

 

Contactos

© Triplex