Ficha Global nº1

 

GRUPO I


A vida na Terra depende, em parte. de uma fina camada de ozono presente na atmosfera. Esta camada está ameaçada devido à presença de radicais com origem em produtos utilizados pelo ser humano. como os CFC.
O mecanismo que explica a destruição da camada de ozono pode ser esquematizado pelo seguinte conjunto de reações:


Estas são reações em cadeia, durante as quais o radical Cl. é regenerado e destrói uma nova molécula de ozono, podendo um só átomo de cloro eliminar milhares de moléculas de ozono. Além do radical Cl. existem outros, como Br· ou NO., que tém umefeito similar na camada de ozono.

 

1. O que significa a sigla CFC?

2. A emissão de CFC para a atmosfera é um dos principais fatores responsáveis pela diminuição acentuada da concentração de ozono estratosférico.

Refira duas das características dos CFC responsáveis por esse efeito.

3. Radicais são espécies químicas com eletrões desemparelhados.

Conclua, justificando com base na configuração eletrónica, que o átomo de cloro é um radical.

4. Escreva a equação química resultante da soma das duas primeiras reações representadas.

5. Escreva um conjunto de reações qufmicas semelhantes às representadas, nas quais intervenha o radical Br..

6. O ozono estratosférico encontra-se distribufdo entre os 15 e os 50 km de altitude.

6.1 Qual é a radiação. nociva para os seres vivos. que é absorvida pelo ozono na estratosfera?

6.2 Como se explica então que o texto inicial se refira ao ozono como «uma fina camada»?

 

GRUPO II

 

1. O dióxido de carbono, CO2, desempenha um papel importante na regulação da temperatura da Terra.

O teor médio de CO2 na troposfera tem aumentado de forma continuada nos últimos 150 anos, apresentando, neste momento, um valor de cerca de 3,9 × 10-2 %.

1.1 Refira dois fatores, de natureza antropogénica, que possam justificar o aumento do teor médio de CO2 na troposfera.

1.2 Calcule o número de moléculas que existem numa amostra de 10,0 dm3 de ar troposférico, em condições PTN. Apresente todas as etapas de resolução.

Teste Intermédio de Física e Química A do 10.º ano, 2011 (adaptado)

2. O cianeto de hidrogénio, HCN, que tem um cheiro característico a amêndoa amarga, apresenta um  ponto de ebulição de 26 °C, à pressão de 1 atm.

Considere que a densidade do HCN (g) ( M = 27,03 g mol-1), à pressão de 1 atm e à temperatura de 30 °C, é de 1,086 g dm-3.

Qual das expressões seguintes permite calcular a quantidade de HCN (g) que existe numa amostra  pura de 5,0 dm3 desse gás, nas condições de pressão e de temperatura referidas?

Exame de Física e Química A, 2013, 1.ª fase (adaptado)

3. Classifique as dispersões seguintes com solução verdadeira, dispersão coloidal e suspensão.

(A) Soro fisiológico

(B) Gelatina

(C) Água e argila

(D) Queijo

(E) Latão

4. Analise a situação apresentada e selecione a opção correta.

Uma determinada empresa lançou no mercado um refrigerante, na versão diet e na versão comum. As latas de ambos os refrigerantes têm a mesma massa quando vazias e o mesmo volume de 250 mL. A composição do refrigerante só se altera na quantidade de açúcar. Enquanto a versão comum contém uma certa quantidade de açúcar, a versão diet não contém açúcar, mas apenas uma massa desprezável de um adoçante artificial. Pesando duas latas fechadas do refrigerante, foram obtidos os seguintes resultados:

A partir dos dados apresentados, pode concluir-se que a concentração, em g L-1, de açúcar no refrigerante comum é de, aproximadamente...

(A) ... 1,07

(B) ... 0,0500

(C) ... 50,0

(D) ... 1,02

GRUPO III

 

O conhecimento dos valores das energias de ligação permite determinar a variação de entalpia de uma reação e concluir se se trata de uma reação endoenergética ou exoenergética. Considere a reação de combustão do propano, representada pela seguinte equação química.

C3H8 (g) + 5 O2 (g) → 3 CO2 (g) + 4 H2O (g) 

1.1. Indique o número de ligações quebradas e de ligações formadas durante a reação, completando a tabela seguinte.

1.2. Determine a energia envolvida na quebra das ligações dos reagentes.

1.3. Calcule a energia libertada na formação de novas ligações nos produtos da reação.

1.4. Selecione o gráfico que representa a variação de entalpia associada ao processo em estudo.

Justifique a opção indicando os cálculos necessários.

1.5. Analisando os dados da tabela da alínea 1., selecione a opção que completa corretamente a seguinte frase.

Um fotão de energia 4,5 eV, quando incide numa molécula de dioxigénio ...

(A) ... não provoca a sua fotodissociação nem fotoionização.

(B) ... pode provocar a sua fotodissociação e fotoionização.

(C) ... pode provocar a sua fotodissociação.

(D) ... pode provocar a sua fotoionização.

GRUPO IV

 

1. A existência de 5,0 mg em iões Pb2+, por cada 100 litros de água para consumo, podem causar sérios problemas de saúde. Nestas condições, qual será a concentração do chumbo em ppm, tomando a  densidade da solução diluída igual a ρH2O = 1,0 g cm-3.

2. Selecione a opção que completa corretamente o parágrafo.

O cianeto de hidrogénio, HCN, é um gás que apresenta um cheiro característico a amêndoa amarga  que não deve ser inalado. Um teor de HCN, no ar, de 0,860 ppm, corresponde a um teor, expresso em percentagem, em massa, de...

(A) ... 8,60 × 10-7 %

(B) ... 8,60 × 10-5 %

(C) ... 8,60 × 10-2 %

(D) ... 8,60 × 103 %

Exame de Física e Química A, 2013, 1.ª fase (adaptado)

3. Considere 1,00 L de uma solução aquosa de nitrato de alumínio, Aℓ(NO3)3, que contém 52 g deste sal.

3.1 Calcule a concentração da solução.

3.2 Calcule a concentração da solução em iões Aℓ3+ e NO3-.

3.3 Introduziram-se 25 mL da solução anterior num balão de 150 mL e adicionou-se água até ao traço de referência. Qual será a concentração da nova solução?

4. As soluções aquosas de amoníaco habitualmente utilizadas em laboratório são preparadas por diluição de soluções aquosas comerciais, muito concentradas. Considere uma solução aquosa comercial de amoníaco, de concentração 13 mol dm-3 e de densidade 0,91 g cm-3, que é  posteriormente diluída 500 vezes.

4.1 Qual das expressões seguintes permite calcular a percentagem, em massa, de amoníaco na solução comercial? ( M (NH3) = 17,04 g mol-1)

4.2 Qual o volume a utilizar da solução comercial, para preparar 1,0 dm3 da solução de amoníaco mais diluída?

(A) 2,0 cm3

(B) 5,0 cm3

(C) 200,0 cm3

(D) 500,0 cm3

Teste Intermédio de Física e Química A do 10.º ano, 2012 (adaptado)

4.3 Descreva como procederia para preparar a solução diluída.

Contactos

© Triplex