AL 2.4. : Reação fotoquímica

 

A luz, como forma de energia radiante, desencadeia reações químicas.

O cloreto de prata, AgCℓ, por exemplo, é uma das substâncias que na presença de luz sofre uma transformação química. Para obter o cloreto de prata que vai ser usado na presente Atividade Laboratorial faz-se reagir uma solução aquosa de cloreto de sódio com uma solução aquosa de nitrato de prata de igual concentração.

A equação química que traduz esta reação é:

O cloreto de prata é um sal iónico, cuja fórmula iónica é Ag+ Cℓ. Na presença de luz, o catião metálico, Ag+, transforma-se em prata metálica, Ag(s), e, em simultâneo, ocorre a libertação de cloro gasoso, Cℓ2(g).

A equação química global que traduz esta reação é:

 

Protocolo experimental

 

 

 

 

 

 

Os reagentes utilizados nesta atividade são o cloreto de sódio e o nitrato de prata com os quais serão preparadas  100 mL de soluções com a concentração de 0,10 mol dm−3.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fazer um cilindro de cartolina preta, com um diâmetro ligeiramente superior ao diâmetro dos tubos de ensaio. Com a tesoura fazer uma abertura com a forma que se quiser (por exemplo, uma cruz).

Com o auxílio da pipeta e respetiva pompete, colocar num tubo de ensaio 5,00 mL da solução de cloreto de sódio e, em seguida, adicionar o mesmo volume de solução de nitrato de prata. A

Registar o que observa.

 

Colar rapidamente o cilindro de cartolina no tubo de ensaio e colocá-lo no suporte. B

Fazer incidir sobre a zona destapada um feixe de luz branca durante alguns minutos.

Destapar o tubo e comparar a cor do precipitado na zona iluminada com a cor do precipitado na zona tapada C

Repetir a mesma sequência de passos do procedimento.

 

 

 

 

Fazer incidir sobre a zona destapada um feixe de luz vermelha durante alguns minutos.

Destapar o tubo e comparar a cor do precipitado na zona iluminada com a cor do precipitado na zona tapada.

Repetir os procedimentos iniciais.

Fazer incidir sobre a zona destapada um feixe de luz azul durante alguns minutos.

Destapar o tubo e comparar a cor do precipitado na zona iluminada com a cor do precipitado na zona tapada.

Com o auxílio da pipeta e respetiva pompete, colocar num tubo de ensaio 5,00 mL da solução de cloreto de sódio e, em seguida, adicionar o mesmo volume de solução de nitrato de prata.

Colocar o tubo de ensaio ao abrigo da luz e registar o que observa.

 

Pós-laboratorial

1. Cite duas reações fotoquímicas naturais que já tenha estudado.

2. Por que razão esta atividade laboratorial deve ser obrigatoriamente realizada na hotte, caso não seja feita em escala reduzida?

3. Indique duas razões que justifiquem a utilização de soluções de cloreto de prata e de cloreto de sódio de baixa concentração.

4. A película fotográfica a preto e branco é uma tira clara que contém brometo de prata. Na zona da película onde incide a luz dá-se a decomposição do brometo de prata, permitindo a fixação da imagem. Escreva a equação química global que traduz esta reação química.

 

 

 

Exercícios:

 

 

 

 

 

 

AL 2.4. Reação fotoquímica

  • Data: 13-03-2017 De: O MEU

    Assunto: PERGUNTA

    QUANDO ESTAMOS A DORMIR TEMOS SONO Ó SÓ TEMOS PERGUIÇA DE ACORDAR?

    Responder

  • Data: 13-03-2017 De: ITARRO

    Assunto: tudo para o seu carro

    HÓ MEU O RELATÓRIO NÃO SE VAI FAZER SÓZINHO

    Responder

  • Data: 20-02-2017 De: Laura

    Assunto: Questão

    Tendo em conta estes reagentes e estes produtos existem riscos associados ?

    Responder

  • Data: 22-02-2017 De: Ana

    Assunto: Re:Questão

    O nitrato de prata é corrosivo e perigoso para o ambiente

    Responder

  • Data: 12-03-2017 De: gay

    Assunto: Re:Questão

    sim, claro, se foder isso tudo claramente vai ter riscos, como a sida.

    Responder

  • Data: 13-03-2017 De: Mâe do gay

    Assunto: Re:Re:Questão

    Apoiado filho, embora estejas a falar por experiência própria (e tenhas feito um broche e levado do Jorge Dioniso na anilha e agora tenhas HIV/SIDA), andas muito culto. Vejo que as aulas da mulher do homem estam a dar resultados.
    -Beijoca na rola da mamãe

    Responder

  • Data: 13-03-2017 De: gay ( filho da mãe do GAY)

    Assunto: Re:Re:Re:Questão

    Obrigado pelo apoio mãe, e pela beijoca!!!
    mãe escuta, és uma filha da puta, fodasse poses-teme mal e agora vou chorar mamãe.
    Estou ao teu lado agora, mas tu não sabes.....porque também não sei....ha.....ha.....ha....ha...
    fuiii sua baca!!

    Responder

  • Data: 20-02-2017 De: Sandra

    Assunto: Duvida

    Existem algumas variáveis que sejam necessárias controlar ? Quais?

    Responder

  • Data: 13-03-2017 De: olá sandra

    Assunto: Re:Duvida

    não sei, mas as minhas hormonas( substância química específica fabricada pelo sistema endócrino ou por neurónios altamente especializados e que funciona como biossinalizador)não o são quanto te vejo, minha amada....e a mamada, sua baca.....hummm.....

    Responder

  • Data: 13-03-2017 De: RE:RE:RE:MI:FA:SOL:LA:SI:QUESTAO

    Assunto: PAI DO GAY E MARIDO DA MULHER QUE É MAE DO GAY!!!!

    OLA NAO PODERIA DEIXAR FUGIR A OPURTONIDADE DE DEIXAR DE DIZER, JA QUE TENHO A FAMILIA REUNIDA, QUE EU TENHO UM CLITORIS MAIOR DO QUE A MAE DO GAY EMBORA ELA POSSA TER UM PENIS MAIOR QUE O MEU MAS ISSO NAO FOI CHAMADO Á QUESTAO!
    FILHO JA SABES QUYE SE TIVERES VONTADE DE CHUPAR A TUA MAE NAO MO CHUPA Á 3 ANOS PORQUE ELA ARERANJOU OUTRO NAMORADO QUE SE CHAMA LIMAO E TRABALHA EN LA CASA DE LOS AROMAS!
    OBRIGADO E BLICAS PO CU!

    Responder

1 | 2 >>

Novo comentário

Contactos

© Triplex